Ainda não se cadastrou na Apptite? Junte-se aos mais de 10.000 empreendedores que estão revolucionando o delivery. Sem taxas sufocantes ou custos fixos! Comece agora grátis!

Você sabe a diferença entre os tipos de massa?

exc-6083165c96668c583b09eef1

Você chama tudo de macarrão? Não tem problema, desde que esteja gostoso, certo? Veja agora os tipos de massa que não podem faltar na sua cozinha!

Alguns tipos de massa

Você sabia que lá na Itália existem mais de DEZENAS de tipos de massas?

Por aqui, a gente acaba chamando tudo de “macarrão” mesmo, nas na verdade, dá pra chamar de massa tudo aquilo que é feito para ser cozido posteriormente.

E nesse grupo entram as lasanhas, o nhoque, o capeleti e muitas outras opções que levam farinha, ovos, batatas e etc. E não para por aí.

Como a variedade é bem grande, para cada tipo de massa existe também um tipo de molho perfeito para harmonizar.

E isso leva em consideração não só a textura como também quantidade ao servir.

Nem mais nem menos!

Dosar entre molho e massa serve para equilibrar a refeição como um todo. Para que no final, não sobre nada no prato!

Isso mesmo, a ideia é sempre se servir, a cada garfada, com um pouquinho de massa e um pouquinho de molho. E para facilitar essa logística vai a regra:

Para massas curtas: Molhos “pedaçudos”. Eles podem incluir até mesmo alguns pedaços de legumes ou carnes!

Já para as massas longas, o ideal é um molho mais líquido ou cremoso. De preferência liso, sem pedaços.

Hummmm Macarrão!

O Macarrão é um tipo de massa que por si só se divide entre duas subcategorias.

Os caseiros e os industrializados.  O macarrão caseiro, também chamado de “massa fresca” é aquele que vem com o aspecto de pré cozido.

Parece um pouco molinho e pode ter uma durabilidade bastante curta.

Ao cozinhar, o macarrão de massa fresca é um dos tipos de massa que mais grudam entre si, mas isso não é um mau sinal. Apenas quer dizer que a massa foi feita recentemente, e quase sempre possui um sabor e textura muito mais interessantes.

Já os tipos de massa encontrados no supermercado com um aspecto mais firme,  passaram por um processo industrial para que tivessem sua durabilidade estendida. São as chamadas massas duras.

Eles também podem ser saborosos e são graças a eles que, muitas vezes, podemos saborear aquela macarronada de última hora.

Curiosidade: 

Você sabia que o conceito de rechear uma massa pode ter surgido em países do oriente médio e só depois se espalhado pelo continente europeu?

Dicas extras sobre os tipos de massa curta e longa!

Parafuso, pene, e outras versões de massa curta são perfeitas para o dia a dia porque cozinham mais rápido.

Algumas versões de massa curta ainda podem ir para o forno, o que com a receita certa, pode resultar em um sofisticado jantar.

Já a dica extra para a massa longa é: Evite ao máximo a quebra.

O macarrão de comprimento de até 40cm, é feito nessa medida justamente para carregar junto a si, uma quantidade satisfatória de molho.

Em outras palavras: Quebrar o macarrão comprido pode comprometer o sabor, afinal, na sua versão quebrada e, portanto mais curta, a massa perde o poder de carregar molho junto a si.

Ah e nada de cozinhar o macarrão para saborear mais tarde, ok? A boa massa deve ser servida na hora!

E aqui vai uma curiosidade: Você sabia que a massa longa tem origem nos povos orientais e não nos europeus?

Gostou dessas dicas? Então experimente algumas aqui mesmo, no Apptite Pasta!

A gente leva até você, cada um desses tipos de massa e você fica encarregado de contar pra gente qual foi a que mais gostou.

Combinado?