Ainda não se cadastrou na Apptite? Junte-se aos mais de 10.000 empreendedores que estão revolucionando o delivery. Sem taxas sufocantes ou custos fixos! Comece agora grátis!

Sou cozinheiro autônomo (MEIs na Gastronomia): como posso investir na crise?

Os profissionais autônomos são os primeiros a sofrer com insegurança nos momentos de crise.

O que tira o sono desses empreendedores é a possibilidade de se ver sem renda, sem estoque ou mesmo com a capacidade produtiva prejudicada em caso de incapacidade por doença, por exemplo.

É natural nesse caso, pensar em alternativas econômicas e inteligentes para driblar esses momentos difíceis.

É por isso, que separamos algumas dicas para que você possa investir na crise como cozinheiro autônomo e assim usar o que já possui para gerar renda e maior segurança financeira.

Acompanhe o artigo e compartilhe essas ideias.

Desapego: Troque a estrutura física

Quando as coisas não vão bem, o melhor a fazer é se adaptar e aprimorar.

O conceito de “Antifrágil” citado no livro de NassimTaleb, trata precisamente desse ponto.

E se aprofunda em “coisas que se beneficiam com o caos”, para explicar como esse aprimoramento pode ser benéfico em longo prazo.

Em outras palavras, algumas situações de crise podem impulsionar decisões que nos levam a um ponto melhor do que o que estávamos antes do momento de conflito. E é disso que vamos tratar agora, a adaptação.

Afinal de contas, se não é possível abrir o seu estabelecimento no momento, ou se a sua estrutura está parada por algum motivo, que tal substituir essa estrutura?

Trocar o ponto físico por um “ponto” virtual? Usar o capital investido em equipamentos para estruturar uma plataforma sólida de vendas online?

Vale lembrar  que quando se trata de vendas online, a abrangência do seu produto se expande muito mais, e investindo em alimentos de fácil transporte e maior durabilidade, o empreendedor pode investir na crise oferecendo produtos para outros bairros, cidades e até estados!

Cozinha delivery

As cozinhas delivery precisam de pouco para funcionar e podem ser altamente lucrativas!

Elas são uma solução inteligente para quem já sabe o que oferecer, mas está perdido no quesito “onde”. E tudo bem se os seus planos para o futuro incluem um restaurante físico.

Pense com a gente: Por que gastar agora, investindo na crise em estruturas caras como ambientes físicos, mobiliário e etc., se você pode começar um negócio aí mesmo, na cozinha da sua casa?

Com o delivery,  investir na crise se torna uma prática econômica, rápida e lucrativa. Uma solução inteligente e de retorno em curto prazo.

Entrega de marmitas lowcarb

Assim como as Hamburguerias artesanais, a entrega de marmitas lowcarb garante ao mesmo tempo uma prática de baixo custo aliada a alta recompra.

Em outras palavras é bem comum que o cliente compre mais de uma vez e em muitas situações, essa compra acontece em grandes volumes.

Além disso,  é fácil produzir o cardápio rico e  ao mesmo tempo oferecer em altas quantidades a partir de uma estrutura bastante básica. Conquiste um público fiel e com maior poder de compra!

Alimentos em caráter artesanal

Os produtos artesanais estão encontrando espaço por causa da busca do público por uma alimentação diferenciada e de qualidade.

Aos poucos, a população está descobrindo que a palavra “artesanal” nem sempre significa alto custo. E com isso, investir na crise em produtos dentro desse nicho pode ser uma sacada genial.

Faça parcerias para investir na crise

Encontrar parceiros que possam operar com você nesse novo empreendimento pode ser uma solução estratégica.

E essas parcerias não necessariamente precisam estar relacionadas a aplicação de capital.

Caso seja necessário,  encontre alguém que concorde em trabalhar por uma porcentagem interessante dos lucros.

Ou mesmo associe-se a iniciativas que combinem várias cozinhas, o que permitirá que você ofereça um cardápio mais rico.

E claro, assim que puder, dê uma olhada nas soluções do Apptite e saiba como se tornar um franqueado para investir na crise com inteligência e agilidade!.