Ainda não é Chef Apptite? Transforme sua cozinha em seu negócio. Aproveite 30 dias grátis!

Quero vender marmita, onde começar?

como-vender-marmitinha-congelada

A venda de marmitas tem se mostrado um negócio rentável e com grande margem de lucro. Se você é apaixonado pela cozinha e pensa em trabalhar com as famosas marmitinhas, a gente pode te ajudar! Talvez você esteja se questionando sobre “como vender marmitex?”, mas, não se preocupe, nós estamos aqui para te mostrar que é super possível e simples.

O mercado de delivery de marmitinhas tem crescido de forma acelerada, especialmente durante a pandemia em que os gastos dos brasileiros com delivery aumentaram mais de 94%, principalmente por estamos nos referindo a um momento em que era impossível sair de casa para comer.

Além disso, antes da crise do Covid-19, a preferência por produtos saudáveis e uma alimentação mais caseira já crescia entre os consumidores. Com a pandemia, momento em que passamos a nos preocupar mais com hábitos saudáveis, colocamos nossa saúde em primeiro lugar e assim, os benefícios daquilo que comemos voltou a ser um assunto em alta.  

Dessa forma, a busca por uma comida menos industrializada, especialmente pelas marmitinhas caseiras, passou a ser bem maior. Inclusive, segundo uma pesquisa do SEBRAE realizada no ano passado, o Brasil já é o 5º país que mais consome esse tipo de alimento.

Existe ainda um outro fator que também impacta no crescimento desse setor: a cada dia mais, o tempo das pessoas para se dedicar a alimentação, é  menor. Então, com a correria de todos os dias, muitos acabam abrindo mão de fazer sua própria comida. E é aí que as vendas de marmitas ganham força, ainda mais quando se trata do atendimento para trabalhadores em seu horário de intervalo.

Sendo assim, se você pensa em empreender nessa área e quer entender como contribuir com esse mercado de delivery de marmitex, nós trouxemos o conteúdo certo!

Como vender marmitex e o que é preciso neste começo?

Antes de mais nada, você precisará abrir um cadastro como microempreendedor individual – MEI. E como abrir MEI para vender comida? Basta baixar o app Mais MEI ou acessar o Portal MEI Fácil. Depois, é só cadastrar a sua atividade como Marmiteiro(A), com CNAE 5620-1/04 – Fornecimento De Alimentos Preparados Preponderantemente Para Consumo Domiciliar.

Agora, é o momento de se questionar como legalizar uma empresa de marmitex. E, para isso, você deverá ir até à prefeitura da sua cidade e solicitar o alvará. Em seguida, uma equipe fará uma breve vistoria no local destinado à produção das marmitas e, normalmente, em até 2 dias você já terá autorização para começar a vender marmitex.

Qual o investimento para abrir uma marmitaria?

Todo o planejamento e a ideia de trabalhar com marmitas para vender deve ser feito com cautela e lembrando sempre do quanto você quer e pode investir. Sendo assim, antes de colocar em prática o que diz respeito ao funcionamento do seu negócio é fundamental pensar em quanto você tem para gastar para iniciar este novo projeto.

A notícia boa é que o ramo de marmitex ganhou novas proporções quando falamos sobre investimentos, principalmente pensando no formato de delivery. Tudo isso porque, o valor gasto é bem mais baixo, pois não há necessidade de se investir em estrutura física para os clientes.

Dessa forma, em alguns casos é preciso apenas algumas compras para complementar os utensílios de cozinha que você já tem, além dos materiais em si utilizados para montagem das marmitas. 

Contudo, é importante apontar um fator crucial: qualidade dos produtos oferecidos. Ainda que os seus investimentos não precisem ser, necessariamente, mais elevados, não recomendamos limitar demais o seu orçamento na escolha do seu fornecedor e de nenhum ingrediente das suas receitas. Muitas vezes, “o barato pode sair caro”. 

Outro aspecto crucial nesse momento de planejamento é a higiene. Estamos falando sobre a manipulação de alimentos, por isso precisamos nos atentar a como levar produtos seguros às mesas dos nossos consumidores. Dessa forma, invista nos cuidados com a segurança dos alimentos, utilize os utensílios corretos de proteção, como máscaras e luvas, e esteja sempre atento às normas da vigilância sanitária.

Para esclarecer e entender a fundo como a segurança dos alimentos impacta na qualidade do seu serviço, acesse nosso blog e confira nosso artigo sobre o tema. Você também pode adquirir nosso e-book gratuito sobre as práticas essenciais para segurança na cozinha.

Entenda o lucro ao trabalhar com marmitex

Falamos sobre o investimento anteriormente e vimos que o cenário é bastante positivo. Então, talvez você esteja se questionando “mas qual o lucro de vender marmita?”. Vem com a gente entender esse tópico mais a fundo. 

Para calcular o seu lucro, é preciso levar em consideração todos os seus gastos, mensurando os custos com energia elétrica, água, os materiais comprados, o valor dos alimentos, o seu tempo e da sua mão de obra, além do custo do marmitex.

Vamos utilizar o exemplo de um marmitex com custo mais comum para entendermos como o valor pode ser calculado : com arroz, feijão, verduras e salada. Acompanhe o passo a passo: 

  • Passo 1: Verifique o valor do quilo do arroz e divida-o por 8, sendo esta a quantidade de porções que podem ser feitas com o total de arroz;
  • Passo 2: Em seguida, faça o mesmo com o feijão, valor do quilo dividido por 8;
  • Passo 3: Já com a carne, você pode separar 250g por pessoa, ou seja, divida o valor do quilo por 4;
  • Passo 4: Ao pensar nas verduras, divida por 5, dando uma média de 200g por pessoa;
  • Passo 5: Já para a salada, pode ser dividida por 10, pensando em, mais ou menos umas 100g por cliente.

Além do custo da comida em si, é necessário calcular também o valor do recipiente mais 30%, equivalente aos temperos usados para preparar tudo, o gás para cozinhar, óleo e mão de obra.

Por fim, levando em consideração o custo da mercadoria vendida (cmv) é o momento de calcular o seu lucro sobre cada marmita, que pode ficar entre 40 a 50%. Claro que esse valor poderá variar de acordo com o trabalho e tempo gasto que você teve durante a produção. 

Agora, o lucro real para quem começa a vender marmitex é, basicamente, a diferença entre o faturamento total e o cmv da marmita. Não existe um valor concreto, mas a média dos ganhos mensais pode variar entre 2 e 5 mil reais, dependendo da sua dedicação, do volume de vendas e dos seus gastos.

Dica extra: lembre-se que para essa parte de controle financeiro o ideal é utilizar planilhas e mantê-las sempre atualizadas de acordo com os valores do mercado. Assim, você garante mais assertividade ao calcular seus gastos e a rentabilidade do seu negócio. 

E agora, o que é preciso para começar a vender marmitex em casa? 

Depois dessa parte burocrática, vamos entender como proceder para realmente ganhar dinheiro com o negócio de marmitex. Agora, é o momento de pensar no seu público alvo e idealizar cardápios e opções que combinem com o perfil desse público que deseja atingir, seja ele mais fitness, vegetariano ou com algum tipo de intolerância, por exemplo. Vamos explicar como você pode se adequar a certos públicos:

  • Trabalhadores braçais, operários, prestadores de serviço voltados para a indústria: são pessoas que possuem alto gasto energético, pratos no estilo PF, com arroz, feijão, fontes de proteína e salada, são boas opções para esse público;
  • Atletas e público healthy em geral: normalmente, eles têm foco em emagrecimento, ganho de massa ou simplesmente procuram por uma vida mais saudável e por isso, os cardápios com alto teor de proteínas, como as marmitinhas fit, são as mais procuradas;
  • Veganos e vegetarianos: esse é um público que tem crescido bastante, assim você pode aproveitar essa oportunidade para oferecer refeições completas sem carne e/ou produtos de origem animal;
  • Intolerantes a glúten e lactose: essas restrições alimentares dificultam, e muito, que as pessoas possam comer com tranquilidade refeições de fora. Por isso, você pode conquistar o carinho desse público, oferecendo marmitas que satisfaçam suas necessidades;
  • Famílias com crianças: normalmente, a rotina da maioria dessas famílias costuma ser bem corrida. Você pode aproveitar para oferecer a esse público refeições práticas e nutritivas, pensando, principalmente, na importância de uma alimentação equilibrada para as crianças.

As possibilidades da gastronomia são inúmeras e definir exatamente o que você venderá no delivery pode ser um desafio e tanto. Por isso, neste artigo disponível em nosso blog, você poderá conferir algumas dicas sobre qual segmento escolher. 

Vale lembrar que é essencial montar um cardápio semanal bonito e funcional. Inclusive, no início, pode ser interessante investir em menos opções para conhecer melhor o gosto da sua clientela e depois ir acrescentando variedades aos poucos. Caso você ainda esteja com dificuldades para selecionar o seu menu, temos um artigo sobre como montar o seu cardápio online que, com certeza, ajudará muito. 

Depois de segmentar a sua área de atuação, você precisará estudar o mercado e a concorrência, verificando:

  • qual o número de concorrentes;
  • o cardápio oferecido por eles;
  • a qualidade dos ingredientes;
  • quanto cobram;  
  • a apresentação do produto; 
  • o tempo de entrega;
  • quais os benefícios oferecidos. 

Essa análise mais aprofundada é uma ótima forma de se destacar nesse meio, o que é essencial para o seu crescimento, principalmente por estar disputando espaço com outros restaurantes e, possivelmente, pessoas com mais tempo de mercado que você. 

Por isso, invista nos seus diferenciais, como brindes, oferecer uma bebida de cortesia, algum doce para sobremesa, um recadinho feito à mão ou outro mimo que faça seus clientes lembrarem de você, que ressalte a sua particularidade e faça o com que o consumidor escolha você dentre tantas outras opções.

Marketing e canais de comunicação 

Com tudo pronto para dar início às vendas, vale a pena investir também na criação de um bom nome e de uma identidade visual atraente para a sua marca. Eles são o primeiro ponto de contato do cliente com o seu negócio e, por isso, precisam causar um impacto positivo e que consiga chamar a atenção do seu consumidor.

Lembrando também que a indicação boca a boca é algo bem comum no ramo de vendas de marmitas. E , por isso, é mais um motivo para caprichar tanto no sabor quanto na comunicação assertiva, não é mesmo?

Outra questão que vale ser dita é que as ações de marketing não estão ligadas somente às vendas em si, mas, sim, às estratégias que envolvam a comunicação e o relacionamento com o seu público. Isso inclui pensar bem em como será a embalagem do seu marmitex, se haverá um programa de fidelidade, como será a linguagem utilizada com o seu cliente e se você fornecerá benefícios exclusivos.

Obviamente, você precisará investir em canais de comunicação para trabalhar a sua marca e inseri-la no dia a dia do seu público. E como sabemos, uma das melhores formas de fazer com que o seu trabalho se torne conhecido é alimentando as redes sociais do seu negócio, principalmente Facebook e Instagram. Assim, se manter conectado nas mídias é crucial para gerar bons resultados.

Inclusive, aproveite para ler em nosso blog um artigo sobre como divulgar melhor os seus pratos e atrair com mais assertividade o público que você deseja atingir. 

Outro ponto importante para que o negócio de marmitas funcione corretamente é manter  um bom sistema de comunicação com os clientes. Para isso, você também  pode propor um atendimento via WhatsApp, enviando o cardápio por uma lista de transmissão.

Além das redes sociais, escolher em quais plataformas de delivery o seu negócio estará inserido também pode fazer toda diferença, como iFood, UberEats, Rappi e Apptite. O que contribui bastante para as suas estratégias de marketing, além de aumentar as chances de vendas. 

E você sabia que no Apptite você consegue aproveitar todas essas plataformas de delivery de uma só vez e tudo graças às nossas parcerias? Aqui, nós valorizamos o pequeno negócio e queremos ajudar você a se colocar no mercado, garantindo o bom posicionamento da sua loja na internet com logística integrada. Curtiu, né? Vem que a gente te explica melhor! 

Saiba o porquê e como participar da rede Apptite

A Missão do Apptite é acelerar o negócio do pequeno produtor. Entendemos que um negócio pequeno, e ser um chef independente pode ser um grande negócio, tanto do ponto de vista financeiro quanto de realização pessoal. 

Mais de 2000 cozinheiros já realizaram o sonho de viver do próprio negócio com a nossa plataforma. Nossa solução é completa para você fazer a gestão das suas vendas sem precisar aumentar seus custos fixos, pelo contrário, com economia! 

No nosso painel, você recebe pedidos dos apps de delivery que possui conta e, caso não possua conta no Ifood, Uber Eats ou na Rappi, nós também podemos te ajudar. Você ganha relevância nas buscas no google na sua região e vende pela sua própria loja. E ainda transforma sua cozinha na sua fonte de renda! 

Além disso, você conta com todas as melhores práticas que são passadas gratuitamente para os cozinheiros assinantes em nosso curso de segurança dos alimentos. Ao concluir esse curso, você recebe o selo de qualidade e cozinha verificada.

Para participar e trazer o seu trabalho para nossa comunidade, tornando-se um Chef Apptite, você deve fazer o seu cadastro aqui e esperar pelo contato da nossa equipe. Assim que seu cadastro for aprovado, você receberá um treinamento de Boas Práticas para se manter ao padrão das cozinhas artesanais do Apptite e também da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Depois que finalizar essa etapa, você receberá um Selo de Cozinha Verificada que vai te garantir as boas condições do seu ambiente de trabalho, oferecendo maior segurança a você e a todos os seus clientes. Fora que esse Selo trará a você ainda mais credibilidade e reconhecimento na área gastronômica.

E sabe qual a melhor parte? Os primeiros 30 dias de assinatura são gratuitos e você já pode aproveitar todos os benefícios de ser um Home Chef com a gente! 

Venha se juntar a mais de 6.000 cozinheiros que também escolheram empreender cozinhando da própria casa, podendo vender nos melhores aplicativos de delivery com visibilidade e taxas diferenciadas.

E aí, o que você achou de todo nosso conteúdo? Deu para perceber que o negócio de marmita é uma excelente oportunidade para crescer no mercado da gastronomia e que tudo pode se tornar ainda mais simples contando com a ajuda das ferramentas adequadas, certo?

Lembramos mais uma vez que o planejamento correto durante todo processo de criação de um novo empreendimento é crucial para atingir os seus objetivos e assim alcançar os teus sonhos. Invista o seu tempo e a sua energia em pesquisas, converse com outros profissionais e persista naquilo que você deseja alcançar. 

Principalmente no ramo alimentício, a qualidade é primordial, por isso garanta que cada etapa do seu projeto seja feita com toda dedicação possível!

Esperamos ter ajudado com este conteúdo e que as tuas dúvidas sobre como vender marmitex tenham sido sanadas com a nossa publicação. Em nosso blog, você poderá encontrar outros artigos para conhecer ainda mais sobre esse universo, perfeito para aqueles que amam a gastronomia. Aproveite também para acompanhar todas as novidades do setor e não deixe de seguir nossas redes sociais: Facebook | Instagram | LinkedIn.