Ainda não se cadastrou na Apptite? Junte-se aos mais de 10.000 empreendedores que estão revolucionando o delivery. Sem taxas sufocantes ou custos fixos! Comece agora grátis!

Combinações perfeitas: aprenda a harmonizar na cozinha!

Se você acredita que tudo o que é bom pode ficar ainda melhor, bem-vindo ao clube das harmonizações de comidas e bebidas! Encontrar o sabor perfeito pra acompanhar aquele vinho que tanto gosta ou aquela deliciosa cerveja artesanal pode ser o que faltava pra tornar o momento perfeito. Mas qual comida harmoniza com vinho? Ou melhor, é possível harmonizar cerveja e comida?

Isso pode parecer muito técnico ou trabalhoso, mas a realidade é que são apenas alguns macetes que, quando você sente – e aprende, tornam-se quase automáticos. Pra trazer o costume da harmonização mais próximo do nosso cotidiano, basta pensarmos naquele sabor clássico do fim de semana: seja um burger, uma pizza ou um sushi, você tem uma bebida preferida pra acompanhar, não é?

Podemos chamar isso de sua própria harmonização com comida – o que nos faz lembrar que o gosto é muito pessoal, então apesar das dicas que você vai conferir aqui, nada te impede de personalizar suas combinações, afinal, o que dita a melhor mistura pra você é o seu próprio paladar!

Ativando os outros sentidos


CONTRA FILET, por Chef Salomão KimCONTRA FILET, por Chef Salomão Kim
E por falar nisso, você sabia que o paladar não é o único dos sentidos que nos ajuda a entender qual comida harmoniza com cada determinado tipo de bebida? No caso das cervejas, por exemplo, observar o aspecto da bebida e da comida pode ajudar: quanto mais escuro o líquido, mais escura também deve ser a comida servida para acompanhar.
Outro exemplo das diversas possibilidades da harmonização é quando mais que o sabor da bebida e da comida, mas seus aromas também devem formar a combinação perfeita. Mas essa é outra etapa do nosso assunto. Vamos aos primeiros passos:

Os princípios básicos

Cupim ao molho cerveja com farofa de banana, por Chef Cook With Love 770Cupim ao molho cerveja com farofa de banana, por Chef Cook With Love 770

Quem se interessa pela harmonização deve saber que existem diferentes formas de fazê-la. Com os vinhos, as possibilidades são:

  • harmonização por contraste (ou complementação);

  • harmonização por semelhança (ou equilíbrio).

Se a combinação pretendida é com alguma cerveja, adicionamos a possibilidade da:

  • harmonização por corte.

Mas o que tudo isso significa? Por onde começar?


Kit 1 garrafa Mirto Rosso (700ml) 2 cannolis, por Chef Andrea Beccaria Dolci MagieKit 1 garrafa Mirto Rosso (700ml) 2 cannolis, por Chef Andrea Beccaria Dolci Magie

Como já falamos, cada pessoa possui suas preferências. Por isso, se você prefere apreciar sabores mais aproximados, optar pela harmonização por semelhança é o mais indicado. Nessa combinação, o alimento e a bebida possuem elementos próximos e seus sabores ressaltam os detalhes um do outro, apresentando um novo gosto.

No caso da harmonização por contraste, como o próprio nome diz, o intuito é contrário ao anterior. Aqui, o objetivo é que um sabor complemente o outro. Então, essa modalidade de harmonização é para os mais ousados e talvez seja mais difícil de se aprender porque o ideal é que os sabores, apesar de contrastantes, não devem se sobrepor, e sim, se valorizar mutuamente.

Ao apreciar uma bela cerveja com algum prato, caso opte pela harmonização por corte, tenha em mente que essa sim tem o foco em “limpar” o paladar antes de apresentar um novo sabor. É o que geralmente acontece quando se une uma cerveja altamente gaseificada (carbonatada) e amarga a algum prato mais gorduroso. Esses elementos da bebida são capazes de “quebrar” a gordura presente no alimento, como se estivesse preparando o paladar para receber outro gosto.

Agora que já foram explicadas as principais características de cada possibilidade de harmonização, vamos aos exemplos, que facilitarão o seu entendimento e te darão dicas (e por que não inspiração pra inventar novas combinações?) do que servir pra acompanhar cada prato.

Além das modalidades que trouxemos antes, outra “regra” que facilita essa harmonização é escolher um vinho ou cerveja que possua um peso equivalente ao peso do prato. O que isso quer dizer? Simples, para sabores mais suaves de comida, o ideal é que a bebida também não possua um gosto altamente marcante, pois isso faz com que um sabor supere o outro e acabe com toda a ideia da harmonização. O raciocínio segue essa linha: para os pratos mais gordurosos, o melhor é optar pelos sabores mais fortes de bebida. Tendo isso em mente, vamos aos exemplos:

Como harmonizar vinho com comida?

Sangria Clericot, por Chef Leandro DiasSangria Clericot, por Chef Leandro Dias

Pratos com frutos do mar, peixes e carne branca no geral são ideais para acompanhar um leve vinho branco, pois os sabores tendem a ser suaves e adocicados;

  • Comidas muito apimentadas ou salgadas já não combinam com os vinhos de teor alcoólico mais elevado, pois suas junções acabam sobrecarregando nosso paladar;

  • Caso esteja em busca de uma bebida pra acompanhar carnes temperadas com sal grosso, dê preferência para o vinho tinto, essa combinação deixa o vinho mais frutado e palatável;

  • Pra dar mais corpo a um vinho mais ácido, harmonize-o com massas acompanhadas de molho pomodoro, pois a acidez dos ingredientes se equilibram;

  • Ao finalizar com uma sobremesa, o indicado é combiná-la com um vinho mais doce que o prato, pra que o açúcar não seja capaz de amargar o vinho.

Como harmonizar cerveja com comida?

Happy Hour AFEITORIA, por Chef Kamila Kika - AFEITORIAHappy Hour AFEITORIA, por Chef Kamila Kika – AFEITORIA

As dicas acima também podem ser adaptadas às cervejas. Além disso, uma excelente curiosidade aqui é que até mesmo a cerveja sem álcool possui os sabores que mais combinam. Confira:

  • Se o seu cardápio envolver um belo hambúrguer gourmet, a cerveja que vai ressaltar o sabor da carne é a IPA. Esse tipo de bebida também combina muito bem com comidas apimentadas, como as especialidades mexicanas, e carnes mais gordurosas;

  • Em busca de um sabor refrescante pra acompanhar seu salmão? A cerveja Weizen, apesar de alemã, é leve e possui sabor levemente frutado. Então também é uma ótima escolha quando os pratos forem saladas, outros peixes e frutos do mar ou até mesmo comida japonesa;

  • Malzbier também dá pra harmonizar? Com certeza! Além do pato com laranja e da carne de veado, essa é a melhor escolha pra beber com doces como chocolate, tortas de frutas variadas, tiramisu e até sorvete;

  • E se estiver buscando o que comer pra apreciar uma cerveja sem álcool, as dicas são: frutos do mar e peixes, pizza e sopa (isso mesmo, sopa – do caldo de piranha até a sopa de legumes!).

Agora queremos saber de você: o que achou de todas essas informações? Qual sua harmonização preferida e qual você não tentaria de jeito nenhum? Os nossos comentários estão abertos esperando a sua participação nesse debate! E pra conferir as opções mais gostosas e fazer os seus próprios testes de harmonização em casa, confira nossos pratos e bebidas artesanais.

Siga nossas redes sociais pra ficar por dentro de tudo o que acontece por aqui!  Facebook | Instagram | LinkedIn.